Notícias,

Coach em alta no país

Mercado de Coaching registrou aumento de 300% nos últimos seis anos e Cecília Barreto é um das 40 mil coaches atuando no Brasil     Qualquer pessoa tem como objetivo o desenvolvimento pessoal e profissional. Todo mundo quer ser bem sucedido na vida, no trabalho, naquilo que se propôs a fazer, mas muitos se perdem […]

18 setembro, 2017
Imprimir
Tamanho da letra

Mercado de Coaching registrou aumento de 300% nos últimos seis anos e Cecília Barreto é um das 40 mil coaches atuando no Brasil  

 

Qualquer pessoa tem como objetivo o desenvolvimento pessoal e profissional. Todo mundo quer ser bem sucedido na vida, no trabalho, naquilo que se propôs a fazer, mas muitos se perdem no meio do caminho, não sabem mais que direção tomar ou se deveriam mudar de rota. Para ajudar a alcançar os objetivos, dar resultados ou a mudar, o coach pode ser muito útil e a prática de Coaching vem crescendo nos últimos anos no país.

 

A life coach e especialista em Neurociência, Cecília Barretto, informa que cerca de 40 mil profissionais atuam como coaches no Brasil, um aumento de 300% nos últimos seis anos, de acordo com a Associação Internacional de Coaches Profissionais (AICP). O Coaching movimentou mais de US$ 3 bilhões ao ano nos Estados Unidos e, na Europa, 95% das empresas utiliza o coaching executivo para produzir mais resultados. O que talvez ainda seja surpresa é que o processo de Coaching também pode ser feito para outras áreas da vida.

 

Cecília vai participar, na próxima terça (19/09), do Euzaria Talks, às 19h30, na loja da marca, no piso L2 do Salvador Shopping. A life coach vai falar sobre o conceito de Inteligência Emocional e como desenvolvê-la no dia a dia, tanto em aspectos pessoais quanto profissionais. Pesquisas concluíram que o Quociente Intelectual (Q.I.), uma medida das habilidades de raciocínio, é responsável por cerca de 20% do sucesso na vida, enquanto que os outros 80% são influenciados por diversos fatores, inclusive a Inteligência Emocional.

 

“O coach é um facilitador das mudanças em todas as áreas da vida. O processo envolve aprender a identificar forças e fraquezas, ou seja, se conhecer; definir objetivos e traçar planos para alcançá-los e criar estratégias de mudança de hábitos para que a execução aconteça da melhor forma.”, comenta Cecília.

Compartilhe

Relacionados